Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Alimentação saudável - 60 DICAS PARA VOCÊ


Se você deseja emagrecer, não sabe por onde começar e pretende partir para o "tudo ou nada", espere um pouco e reflita.
Será que vale a pena arriscar a sua saúde para ficar magro rapidamente? Pense bem, será que não é hora de adotar uma alimentação saudável?
O nosso corpo, quando entra em uma alta restrição alimentar, não entende o que está acontecendo. Ele não sabe distinguir se a deficiência energética é porque desejamos ter um corpo mais bonito ou se esperamos ficar mais saudáveis.

Imagine-se no deserto, onde há pouca comida, pouca água. O que acontecerá quando encontrar alimento e bebida? Você sentirá vontade de devorar o mundo e comer tudo que vê pela frente, não é verdade? Nada mais natural, já que o nosso organismo entende que devemos nos preparar para a próxima restrição, armazenando uma parte do que ingerimos, o que dificulta o emagrecimento.

O que isso significa? Que altas restrições alimentares não são boas para você, definitivamente não é alimentação saudável e não irá ajudá-lo a eliminar peso com saúde e muito menos o ajudará no período de manutenção.

Então, esqueça o "tudo ou nada" e siga as próximas 60 dicas para que possa ter uma alimentação saudável e uma vida melhor.

1. Evite dietas milagrosas em que há uma grande eliminação de peso em um curto período de tempo.

2. Não faça uma alimentação baseada em um único tipo de alimento ou nutriente.

3. Mesmo tendo exagerado nos dias anteriores, faça, pelo menos, 5 refeições por dia.

4. Pequenos lanches entre as refeições principais irão evitar a vontade de devorar o primeiro prato que encontrar pela frente.

5. Não belisque entre as refeições.

6. Esqueça dos snacks (salgadinhos) e da bolacha recheada.

7. Deixe na gaveta do escritório barrinha de cereais, bolacha integral (ingira, no máximo, 3 unidades).

8. Frutas e iogurtes light são excelentes lanches.

9. Se tiver vontade de comer um doce, coma-o. Mas lembre-se: somente um pedaço ou unidade. Isso é melhor do que devorar uma caixa de bombom no final do dia.

10. Comece sempre a refeição com um caprichado prato de saladas.

11. Evite o uso de óleos para temperar as saladas. Use vinagre ou suco de limão.

12. Macarrão é permitido, mas cuidado com o molho.

13. Molho branco, quatro queijos, bolonhesa são muito mais calóricos quando comparados com o ao sugo. Portanto, não abuse!

14. Não repita a refeição.

15. Evite beber refrigerantes, mesmo os light ou diet.

16. Evite água gaseificada. Bebidas com gás dilatam o estômago dando uma falsa sensação de saciedade.

17. Bebidas isotônicas devem ser evitadas. São calóricas e, para não atletas, a água ainda é o melhor hidratante.

18. Prefira sucos naturais.

19. Utilize adoçante nos sucos e no cafezinho.

20. Beba, no máximo, 4 xícaras pequenas de café por dia.

21. Ingira bastante água durante o dia. No mínimo, 1,5 litro ou 8 copos.

22. Leve sempre uma barrinha de cereais na bolsa. Quando bater aquela vontade de comer alguma coisa, você já sabe a que recorrer.

23. Ingira legumes todos os dias.

24. Coma pelo menos 2 frutas diariamente.

25. Prefira ameixa, melancia, melão, morango que são menos calóricas.

26. Cuidado com as frutas secas. Por serem desidratadas é fácil ingerir mais calorias com as naturais.

27. Ingira carnes menos calóricas como peixe, frango (peito), peru, patinho, contrafilé.

28. Cuidado com o salmão. Ele apresenta mais calorias do que outros peixes.

29. Retire a pele das aves. Ela contém basicamente gordura.

30. Evite atum e sardinha conservados em óleo. Já existe a versão light.

31. Miúdos e vísceras são ricos em gorduras saturadas. Então, minimize o consumo desses alimentos.

32. Retire a gordura visível das carnes, como por exemplo, a da picanha.

33. Evite alimentos fritos. Dê preferência aos grelhados ou cozidos.

34. Embutidos (mortadela, presunto, salame) devem ser evitados.

35. Enlatados são ricos em sódio; por isso, prefira os alimentos naturais.

36. Manteiga, creme de leite, chantilly, massa podre são ricos em calorias e colesterol. Evite-os.

37. Queijos amarelos (mussarela, provolone, prato, parmesão) devem ser evitados.

38. Dê preferência aos queijos brancos como o de minas, frescal, ricota e cottage.

39. Evite as preparações gratinadas.

40. Dê preferência aos alimentos desnatados como leite e iogurtes.

41. Se não tem boa aceitação ao leite desnatado, fique com o semidesnatado.

42. Evite chocolates, inclusive o diet.

43. Ingira alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e frutas.

44. Consuma maçã, pêra, uva com a casca.

45. Pizza prefira as menos calóricas como de escarola, rúcula, mussarela. Mas fique somente na primeira fatia.

46. Tomate seco, por ser conservado em óleo, deve ser evitado.

47. Bebidas alcoólicas são calóricas. Consuma esporadicamente e em pequena quantidade.

48. Uma taça de vinho diariamente faz bem para a saúde. Mas nada adiantará se não tem o hábito da boa alimentação e é sedentário.

49. Em barzinhos evite os petiscos como amendoim, batata frita, castanha de caju, carne seca ou salgadinhos.

50. Evite os fast-food. Os alimentos servidos são normalmente ricos em gorduras.

51. Se não tiver saída, prefira uma unidade de cheeseburguer, refrigerante light e batata frita pequena. Dispense a sobremesa.

52. Em restaurantes por quilo, passe primeiro por todas as opções antes de escolher os alimentos. Isso evitará exageros.

53. Para a sobremesa, prefira frutas da época.

54. Evite sorvetes de massa. Opte pelo picolé de fruta.

55. Em sorveteria por quilo, prefira os sorvetes de frutas. Passe reto pelas coberturas e chantilly.

56. Nunca vá ao supermercado com fome. Vá sempre após uma refeição. Isso evitará pegar balas, chocolates e salgadinhos.

57. Não compre alimentos que devem ser evitados.

58. Compare os rótulos dos alimentos e verifique se os light e diet são menos calóricos. Nem sempre isso é verdade.

59. Nunca acumule a fome. Por isso deixe na geladeira legumes picados (cenoura, pepino, salsão) e gelatina diet. Eles não prejudicarão o seu emagrecimento.

E, por fim, vale essa dica:

60. Movimente-se!! Você não precisa ir à academia! Caminhar 3 vezes por semana pelo bairro, por 40 minutos cada sessão, irá ajudá-lo a ter mais saúde!
Por:
Roberta Stella
Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo (USP)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Salada Grega

Ingredientes

1 alface americana
250 gr de maionese
1 lata de milho
1 lata de ervilha
100 gr de azeitona (de sua preferência)
500gr de palmito
250gr de batata palha
2 colheres de sopa de azeite
metade de um limão
sal a gosto

Modo de Preparo

Rasga o alface em lasca,deixe separado.Em uma vasilha média
coloque os ingrediente,milho,ervilha,azeitona,o palmito(corte em
rodela),batata palha e por ultimo o alface.Depois misture a
maionese com o resto dos ingredientes e logo depois tempere com
azeite,limão e o sal a gosto.

Fonte: http://receitas.maisvoce.globo.com/Receitas/Saladas/0,,REC49578-7776-66+SALADA+GREGA,00.html

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Receita de Salmão com molho de alcaparras


Ingredientes

  • 200 g de filé de salmão
  • 1 dente de alho amassado
  • Sal à gosto
  • Pimenta do reino à gosto
  • 1 colher (sopa) de alcaparras
  • 1 colher (sobremesa) de cebolinha picadinha
  • 1 colher (sobremesa) de salsa picadinha
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de suco de limão

Modo de preparo

  • Tempere o filé de salmão com sal, pimenta e alho e deixe tomar gosto.
  • Grelhe em frigideira com um fio de azeite ou asse envolto em papel alumínio
  • em forno pré aquecido por 15 minutos.

Molho

  • Pique as alcaparras e misture com a cebolinha, a salsinha e o suco de limão.

Montagem

  • Transfira o salmão para o prato, e derrame delicadamente o molho sobre o
    filé grelhado.
  • Sirva com arroz integral e seleta de legumes, ou com arroz branco e brócolis.
Fonte: http://www.culinaria-receitas.com.br/peixes/salmao-com-molho-de-alcaparras.html

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Alimentação e Saúde


A adoção de um estilo de vida saudável, previne doenças e contribui para se alcançar o equilíbrio de que precisamos para nos sentirmos bem, com o corpo e a mente, e isto envolve uma alimentação rica, variada e saborosa, além da prática de atividade física regular.

Os alimentos fornecem nutrientes que são as substâncias que precisamos para nutrir nosso organismo, como: proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais, fibras e água. Cada um deles possui funções específicas e fundamentais para o seu bom funcionamento.

As calorias dos alimentos não devem ser a única referência para a sua decisão de consumi-lo. O valor de fibras, vitaminas e minerais (informação nutricional) indicam o quão importante ele pode ser para a sua saúde, independente do número de calorias.

Esta é uma forma de garantir que toda a energia que consome traz com ela nutrientes que enriquecem o seu corpo, mantendo assim a sua forma física e a sua saúde sempre bem.

Fonte: http://www.tuasaude.com/alimentacao-e-saude/


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Caldeirada de Peixe e Camarão


Ingredientes

  • • sal a gosto
  • ½ xícara (chá) de leite de coco
  • ½ xícara (chá) de molho de tomate
  • • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • • 1 pimenta dedo-de-moça
  • • 1 cebola média
  • • 1 pimentão verde médio
  • • 1 pimentão vermelho médio
  • ½ maço pequeno de coentro
  • • 500 g de camarões médios
  • • 500 g de filé de cação

Modo de preparar

Lave o peixe e pique em pedaços médios. Lave os camarões, retire as cascas e a parte escura do dorso, lave novamente e reserve. Lave o coentro, seque, separe as folhas e pique-as finamente. Lave os pimentões, retire os pedúnculos e as sementes e corte-os em tiras não muito finas. Descasque a cebola, lave-a e pique em gomos finos. Lave a pimenta, retire o pedúnculo, parta-a ao meio, elimine as sementes e pique em pedaços grandes. Coloque o azeite numa tigela grande, própria para microondas, com capacidade para 3 litros. Junte o pimentão e a cebola e leve ao microondas, na potência máxima, por 5 minutos, ou até o pimentão amolecer. Retire do forno, incorpore o peixe, a pimenta, o molho de tomate, o leite de coco e o sal. Mexa delicadamente, cubra a tigela com papel-manteiga e volte ao microondas, na potência máxima, por 12 minutos, ou até o peixe ficar macio. Retire do forno, acerte o sal, espalhe o camarão e mexa delicadamente. Volte ao microondas, na potência máxima, por 11 minutos. Retire do forno e sirva em seguida.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Cardápio de 16 a 19/09


QUINTA:

CAMARÃO A GREGA;
CAMARÃO AO MOLHO DE MARACUJÁ;
LAGOSTA TERMIDOR;
MOQUECA DE PEIXE;
FILÉ AO MOLHO DE AMEIXAS;
ROCAMBOLE DE CARNE MOIDA COM BATATAS;
FRICASSÉ DE FRANGO;
PENNE DEICIOSO (alhos e cogumelos picados, molho de tomate c/ hortelã).

SEXTA:

SUFLÉ DE CAMARÃO;
CAMARÃO INTERNACIONAL;
MARISCADA;
SALMÃOLHADA (bacalhoada de salmão);
STROGNOFF DE FILÉ;
CANELONE DE RICOTA COM ESPINAFRE

SÁBADO:

VATAPÁ DE CAMARÃO;
CAMARÃO A PARMEGGIANA;
BACALHAU DIVINO (com purê de batatas, catupiry e creme de leite);
ENSOPADO DE CARANGUEJO;
PEIXE AO MOLHO DE ESPINAFRE;
FILÉ AO MOLHO DIJON;
ESCONDIDINHO DE FRANGO

DOMINGO:

CAMARÃO A GREGA;
CAMARÃO AO CATUPIRY;
ENSOPADO DE LAGOSTA;
SUFLÉ DE BACALHAU;
SALMÃO AO MOLHO DE ALCAPARRAS;
PEIXEA DELÍCIA;
LASANHA MISTA.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Costeleta de Carneiro com Alho-poro e Batata



4 (sopa) de óleo 2 costeletas de carneiro
1 (sopa) de salsinha picada
¼ de vinho branco seco
2 batatas descascadas e cortadas em cubos
2 alhos-porós, cortados em fatias estreitas
sal e pimenta-do-reino a gosto


Numa frigideira, colocar 2 colheres (sopa) de óleo e fritar as costeletas. Temperar com sal e pimenta, acrescentar o vinho branco, tampar a panela e cozinhar durante 15 minutos. Enquanto isso, colocar em outra frigideira 1 colher (sopa) de óleo e fritar as fatias de alho-poró até amaciarem. Retirar e colocar numa travessa. Acrescentar na mesma frigideira a última colher (sopa) de óleo, juntar as batatas e fritar até dourarem. Misturar o alho-poró e as batatas e acrescentar esta mistura à frigideira onde estão as costeletas; continuar cozinhando com a frigideira tampada, por mais 10 minutos. Salpicar a salsinha picada e servir.

Fonte: http://www.livrodereceitas.com/rapidas/rapi1163.htm

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Vegetais congelados são mais nutritivos


É verdade. O freezer preserva nutrientes importantes como vitamina C e betacaroteno, que se perdem em temperatura ambiente. Entenda por quê

Desde que o médico e inventor americano John Gorrie (1803-1855) desenvolveu os primeiros sistemas de refrigeração, em 1850, a dificuldade para conservar alimentos nunca mais foi a mesma. Tudo bem que a proliferação das geladeiras domésticas só se deu anos depois, na década de 1920, mas a revolução havia começado, disparando descobertas muito além da máquina de fazer gelo. A notícia mais quente sobre o assunto mostra que o congelador, mais que solidificar água, é capaz de preservar nutrientes dos alimentos que, de outra forma, iriam para os ares.

O achado vem do Instituto de Pesquisa em Alimentação do Reino Unido (IFR Extra), onde se analisou o valor nutricional de vegetais como couve-flor, ervilha e cenoura 16 dias após a colheita, tempo médio que eles levam para chegar à mesa. À temperatura ambiente, as perdas de nutrientes alcançaram patamares entre 10 e 25%. As vítimas preferenciais foram as vitaminas. O estudo verificou prejuízos nos níveis da C, uma aliada das defesas, e nos de betacaroteno, precursor da vitamina A, que é essencial para a gente enxergar bem. Essas substâncias são classificadas como termolábeis — ou seja, sensíveis ao calor. “Por isso, quando os alimentos são refrigerados logo depois de colhidos, evita-se uma perda de seus nutrientes”, afirma Maria Elisabeth Machado Pinto e Silva, professora de nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

O feijão verde é outro que se beneficia dessa estratégia gelada. Um trabalho conduzido pela nutricionista Barbara Klein, da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, prova que essa vagem retém o dobro de vitamina C quando refrigerada. “Antes do congelamento, os vegetais passam por um processo conhecido como branqueamento, que é um cozimento rápido em água quente”, explica Barbara. Graças ao procedimento, são inativadas enzimas responsáveis por acelerar a extinção vitamínica. À temperatura ambiente, nem mesmo a embalagem natural das hortaliças, a casca, consegue barrar esse fenômeno.

A pausa na linha do tempo dos vegetais ocorre tanto no congelamento industrial quanto no doméstico. Porém, na indústria, além de a temperatura ser muito mais baixa, ele é instantâneo, formando cristais de gelo minúsculos. Em casa, a história é outra — e mais demorada. Além disso, as gotículas de água se unem em blocos que, ao se solidificarem, podem romper as células do alimento, modificando sua estrutura. Na hora de comer, leia-se textura. Daí que nem toda hortaliça sai do freezer ilesa, e, para algumas, o consumo logo após a compra ainda é a melhor pedida.

Fonte: http://saude.abril.com.br/edicoes/0327/nutricao/vegetais-congelados-sao-mais-nutritivos-590849.shtml

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Beirute de verão com pasta de hortelã


Pasta:
2 colheres de (sopa) de azeite de oliva
½ xícara de (chá) de ricota amassada
2 colheres de (sopa) de maionese
8 folhas de hortelã picadas

Recheio:
1 pão sírio
1 tomate médio cortado em rodelas
4 folhas de alface americana
2 fatias de queijo emmenthal
2 fatias de queijo gruyére
4 fatias de presunto cru
Sal

Como fazer

Coloque no liquidificador a ricota, a hortelã, o azeite de oliva, a maionese e o sal. Bata por 2 minutos, ou até obter uma mistura homogênea. Reserve. Faça um cortar no sentido horizontal do pão e espalhe a metade da pasta de hortelã sobre uma das metades. Faça camadas alternadas de alface, tomate, presunto cru, queijo emmenthal e queijo gruyère. Finalize com a pasta restante e feche os sanduíches.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Dicas de alimentação no verão


As estações mais quentes causam mudanças no comportamento das pessoas.

A busca pela melhora da forma física e a alteração nos hábitos alimentares são comuns nesta época do ano, com a chegada do verão. Neste calor, não podemos descuidar da alimentação, que requer cuidados essenciais para nos sentirmos mais dispostos, mantendo a forma com saúde.

Algumas pessoas podem se sentir mais indispostas para comer, no verão, devido à própria temperatura. Segundo a nutricionista Angélica de Oliveira, integrante da Tônus - Fisioterapia Preventiva e Reabilitação, essa indisposição pode vir também por alimentação inadequada, que seria ficar sem se alimentar por muitas horas, pular o café da manhã, ingerir alimentos pesados e gordurosos e esquecer de se hidratar durante todo o dia.

No inverno há a necessidade de ingerir alimentos mais energéticos para manter a temperatura corporal. Já no verão, o corpo pede um consumo maior de líquidos para compensar as perdas de água e sais minerais decorrentes da transpiração. Por isso é preciso fazer algumas adaptações em nossos hábitos alimentares.

Segundo a nutricionista, no verão ocorre uma diminuição do metabolismo basal, por isso a quantidade calórica ingerida deve ser reduzida, para não corrermos risco de ganhar peso nessa época do ano. Com o aumento da temperatura, nosso organismo perde mais água e sais minerais através do suor, então se torna mais importante o cuidado com a hidratação. "A ingestão de líquidos deve ser freqüente durante todo o dia. O ideal seria não esperar que a sede apareça, já que essa sensação é um sinal de desidratação", alerta a Angélica.

A nutricionista recomenda ainda um cuidado maior no verão com a hidratação das crianças e idosos. "Deve-se oferecer água em pequenos volumes, fresca, em uma temperatura agradável, mesmo que a criança não peça. Pelo menos uns 4 copos de água por dia. E tente fazer com que ela consuma sucos naturais no lugar de refrigerantes", explica Angélica. Segundo ela, para nos hidratarmos bem, as melhores fontes, são a água, os sucos naturais de frutas e vegetais, os chás e a água de coco é uma ótima opção.

Dicas de alimentação no Verão

- Alimentos indicados: frutas, verduras, legumes, folhas verdes, cereais integrais, pães integrais, carnes magras, queijos menos gordurosos, sobremesas à base de frutas e muitos líquidos. Faça refeições mais leves

- Alimentos a serem evitados: alimentos gordurosos (carnes gordas, queijos gordurosos, molhos à base de creme de leite, maionese). Evitar frituras e maneirar na bebidas alcoólicas. Pois no verão nosso organismo fica mais sensível aos condimentos fortes e às gorduras, podendo causar desconforto e mal estar.

- Fracione as refeições diárias (coma mais vezes, em menor quantidade).

- Se for comer um sanduíche, escolha os que são feitos com carnes magras, como um peito de peru, frango e queijos magros( ricota, cottage). As carnes magras possibilitam uma digestão melhor, evitando o desconforto intestinal.

- Ingestão de líquidos devem ser freqüente (água, sucos naturais, chás e água de coco).

- Prefira os sorvetes ou picolés à base de água e polpa de frutas, pois são os menos calóricos.

- Cuidado com os alimentos feitos com leite, gordura e ovos na sua preparação. Necessitam de refrigeração adequada, pois o calor aumenta a proliferação de bactérias que podem causar intoxicação alimentar.

- Evitar alimentar em locais que não apresentam boas condições de higiene.

- Seja criterioso ao escolher locais para consumir frutos do mar e pescados.Procure saber a procedência dos alimentos.

- Não consumir de forma alguma alimentos perecíveis que ficam expostos à temperatura ambiente.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Antioxidantes da canela diminuem a glicemia e previnem o diabetes


Estudo liderado pelo químico Richard Anderson sugere que o extrato de canela contém antioxidantes que podem contribuir para a redução do risco de diabetes e doenças cardiovasculares. Na pesquisa, 22 indivíduos obesos e com pré-diabetes foram divididos em dois grupos. O primeiro grupo ingeriu por 12 semanas 250 mg de extrato de canela enquanto o segundo grupo recebeu um placebo. Amostras de sangue foram coletadas para análise no início do estudo, na 6a e 12a semanas. Foi demonstrado que com o uso de suplemento o número de antioxidantes plasmáticos aumentou em até 23% e a glicemia diminuiu. Mais estudos são necessários afim de verificar quais seriam as dosagens ideais e o tempo de administração, além de testar a segurança e a eficiência a longo prazo. Por enquanto as velhas condutas continuam valendo: emagrecer, consumir alimentos protetores ricos em antioxidantes como frutas, verduras, ervas e especiarias - incluindo-se aí a canela. A mesma pode ser utilizada na culinária tanto em pratos doces como salgados. A banana assada com canela é velha conhecida de todos mas procurem na internet, existem muitas receitas para todos os gostos. Mas cuidado, se você está gestante modere o uso, um pouquinho de canela não faz mal mas o chá forte ou o extrato podem estimular contrações.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Espaguete com Queijo Derretido


Ingredientes

  • 1 pacote(s) de espaguete
  • 1 vidro(s) de molho de tomate
  • quanto baste de manjericão
  • 200 gr de queijo prato fatiado(s)
  • 2 colher(es) (sopa) de manteiga

Modo de preparo

Cozinhe o macarrão como de costume. Derreta a manteiga em uma panela com fogo baixo e refogue o macarrão. Reserve. Distribua um pouco do macarrão em uma travessa refratária e coloque por cima uma camada das fatias de queijo. Faça essas camadas até acabar o macarrão e o queijo. Por último, espalhe o molho de tomate e leve ao forno pré-aquecido para derreter o queijo. Depois e só servir.